domingo, 1 de março de 2009

Robert Doisneau


"A vida não é certamente feliz, mas resta-nos o humor, esta espécie de esconderijo onde contemos a emoção que sentimos"
(Robert Doisneau)



Comecei a fuçar mais atrás dos trabalhos de Robert Doisneau, e me deparei com um artista fascinado por fotografias de rua, por registrar o cotidiano dos parisienses como momentos singelos, fellizes, puros - mesmo que tais momentos precisassem ser fabricados, montados e reproduzidos como símbolos da felicidade simples das pessoas comuns...


"By the railings around the Luxembourg - 1953"

O mais engraçado, é que muitos se referem a Doisneau como fotojornalista, pois a ele eram atribuídas capturas sensíveis de momentos reais, do dia-a-dia da capital francesa... O fato de ele muitas vezes ter usado modelos só viria a tona mais tarde, como no caso da foto "O beijo do Hotel de Ville" (post anterior), onde as reais circunstâncias da foto só foram esclarecidas depois que um casal tentou processar Doisneau por ter tirado supostamente, a foto sem permissão, obrigando o artista a confessar que o casal apaixonado era na verdade uma dupla de atores/modelos...

“Pipi Pigeon”

E a minha favorita.....

"Musician in the rain"

Para saber mais sobre o trabalho e vida de Doisneau : http://www.robertdoisneau.com/

3 comentários:

Bel disse...

Tua delicadeza na abordagem e na seleção das fotos revelam sutilezas: do teu olhar à percepção que tens da arte. Tão bom poder te conhecer melhor: nossa proposta coletiva vem daí ... do que somos, pensamos e sentimos ... primeiro sobre nós mesmos, talvez!
Meu passeio por aqui me acrescenta muito. Tua foto preferida dele é de uma ternura só.

Vida longa nesse novo mundo!

Um beijo,
Bel.

Biana França disse...

Olá,encontrei seu blog indiretamente pela Bel. Amei as fotografias, vou adcionar o site que você recomenda no meu pc e o seu também, para dar uma olhada depois (já são 02:00 hs da manhã).
Bjus e farei mais visitas.

Chris Spode disse...

Bel!sem comentários para a gentileza e carinho de suas palavras, tão bom ver q essa coisa louca de tornar público os conceitos, idéias, sentimentos q nos são tão privados, consegue alcançar almas - e olhos - tão sensíveis e generosos!!
e vc trouxe uma amiga!! bem vinda Biana!!
a casa é sua, e volte sempre!!